Saúde Viver Bem

Hiperidrose: O Que É, Causas e Tratamentos

Hiperidrose: O Que É, Causas e Tratamentos
[Total: 0    Média: 0/5]

A hiperidrose é uma situação incômoda que afeta milhares de pessoas, onde há suor excessivo de uma determinada região do corpo.

O suor é um mecanismo normal de adaptação e equilíbrio corporal à temperatura adequada em que devemos encontrar-se. Quando feito em excesso, pode afetar diretamente na homeostase (estado de equilíbrio e pleno funcionamento do corpo).

As glândulas sudoríparas são as produtoras de suor, principalmente em condições de calor extremo ou nervosismo. Quando elas estão em hiperfuncionamento, tem-se a condição chamada de hiperidrose.

Nestes casos, as glândulas não precisam de nenhum estímulo para a produção do suor.

Quais as causas da Hiperidrose?

As condições de suor excessivo que acometem o paciente, podem permanecer até mesmo durante o repouso. Sendo assim, é possível classificar esta condição em dois grupos principais:

  • Hiperidrose primária: é aquela que acomete principalmente crianças e adolescentes, e não possui uma causa aparente. Pode ser hereditária, e não ocorre durante a noite.
  • Hiperidrose secundária: acomete a faixa adulta, e possui sua explicação pautada em alguma doença específica ou efeito adverso de algum medicamento. Nestes casos, requer uma análise médica apurada para descobrir possíveis doenças.

Em ambos os casos, a situação pode se agravar em situações de estresse, e pode trazer diversos prejuízos ao paciente:

  • Prejuízo no rendimento escolar, principalmente pela dificuldade de escrita;
  • Exclusão social e bullying;
  • Impedimento e dificuldade em realizar simples atividades diárias;
  • Odores indesejados;
  • Roupa com aspecto úmido;
  • Vergonha;
  • Baixa estima;
  • Impacto em relacionamentos;
  • Sensação de incapacidade.

Geralmente estes sintomas levam o paciente à buscar ajuda médica, na tentativa de descobrir o melhor tratamento para cada caso.

hiperidrose

Quais partes do corpo a hiperidrose acomete?

A hiperidrose afeta principalmente, 5 partes do corpo específicas:

  • Mãos;
  • Pés;
  • Axilas;
  • Rostos;
  • Virilha.

Além disso, pode ocorrer também na axila, rosto, cabeça. O local afetado pode modificar conforme a fase da vida, e também com as opções de tratamento.

Quais as opções de tratamento para hiperidrose?

O tratamento da hiperidrose será determinado pelo médico responsável, conforme a gravidade e estágio da doença. Sendo assim, existem diversas formas de resolver o problema, sendo as principais:

Antitranspirantes

O controle da hiperidrose leve pode ser feito com antitranspirantes, sendo uma forma simples e não invasiva de tratar.

Medicamentos

Conforme já foi visto, o suor é produzido pelas glândulas sudoríparas, e assim, existem alguns medicamentos que parecem bloquear a atividade destas glândulas.

Para escolher o melhor, deve-se levar em conta a gravidade da hiperidrose.

Toxina botulínica

Você com certeza já ouviu falar na aplicação de botox para eliminar e/ou esconder as rugas.

Este mesmo Botox pode ser utilizado para o tratamento da hiperidrose: as aplicações interrompem e bloqueiam o suor local por um determinado período de tempo.

Simpatectomia torácica

Em casos mais graves, é preciso “interromper” o nervo que estimula as glândulas a produzirem suor excessivamente.

Este foi um dos primeiros métodos utilizados para tratar o suor excessivo, e tem como desvantagem a possibilidade de aparecimento do suor em outra parte do corpo.

Espero que você tenha gostado desse artigo, e lembre-se, cuide sempre de saúde!